Neste mês de agosto, como de costume, comemoramos o Dia dos Pais. Aquela figura que antes nos servia de repressora, mudou o sentido conforme os anos. Os pais andam menos ausentes e, na maioria das vezes, não são mais as criaturas de terno e gravata que só dão bronca e conversam com a gente nos finais de semana. Isso é coisa do passado.

Tem pai de tudo que é tipo, estilo e esse estereótipo careta já tá mais que batido! Tem pai que trampa com música, esporte, artes, que escreve, que faz a vida no entretenimento...e associar essa figura aos tristes modelos que povoavam escritórios, já não tem muito a ver com o novo milênio.
 
Se você é um pai presente, carinhoso, cabeça aberta e de coração jovem, te damos parabéns e um ótimo final de semana curtindo seus filhos, seja você casado, solteiro ou formando nova família. Preparamos uma Playlist com tracks dos anos 90 e 2000 que vão te dar aquele toque de nostalgia da modernidade. E, claro, vai te dar uma animada para dar uma saída e matar saudades dos amigos, pista e ver que amadurecer não é uma maldição...e sim uma viagem! Maior doidera!
 
1- Supergrass – Allright
 
Primeiro hit da banda britânica que apostou no bom humor e na atitude festeira até passar mal. O britpop foi grande nos 90 e o Supergrass dominou as pistas com esse single de 1995.
 
2- Beck – Devil´s Haircut
 
Em 1996 era impossível não ouvir falar do malucão Beck, que estava com tudo com seu álbum Odelay. Essa música tocou até dizer chega.
 
3- The Prodigy – Out of Space
 
Aposto que você já esteve derretendo, ou fritando, numa rave. Em 92 o Prodigy ainda não era feio, sujo e malvado. Out of Space é um hino raver de categoria.
 
4- The Chemical Brothers – Out of Control
 
1999 e os irmãos químicos produziram uma faixa dançante pesada e com cunho político para o excelente álbum Surrender.
 
5- Primal Scream – Movin on Up
 
Lembra Rolling Stones, mas não é. Primal Scream pegou a onda Maschester e levou para Escócia criando o disco Screamadelica, que é um clássico absoluto da psicodelia moderna.
 
6- Bloc Party – Banquet
 
Eles nunca mais foram os mesmos após a estreia com “Silent Alarm” de 2005. Foi um daqueles casos de primeiro álbum arrasador e o que veio foi ladeira abaixo.
 
7- The Bravery – Honest Mistake
 
O grupo que mesclava dance e indie rock era rival do The Killers, mas não foi muito longe. Nos deixaram essa pérola dos 2000.
 
8-  New Order – Crystal
 
Um clássico do synthpop atravessando o século 21 com uma música foda. E mostrando que os veteranos ainda tinham muito valor.
 
9- LCD Soundsystem – Tribulations
 
Claro que você vai lembrar dessa. James Murphy foi um dos heróis musicais da última década e o LCD Soundsystem era unanimidade entre rockers e fãs de electro.
 
10- The Rapture – House of Jealous Lovers
 
Isso também é considerado clássico? Sim, estamos nos 30, 40 e é hora de pegarmos mais leve, porém, sem caretice e azedume.
 
Agora que te explicamos faixa a faixa, dá um play e comemore: