Moda Feminina Esportiva, uma breve história

No século XX as vestimentas esportivas femininas não eram feitas para priorizar performance atlética, o foco ainda era manter uma imagem feminina e, até mesmo acessórios como chapéus faziam parte dos uniformes.

O ano de 1900 marca a primeira vez que mulheres puderam participar das olimpíadas, elas compunham apenas 2% do quadro de competidores. O tênis, foi o esporte mais marcante para uma mudança histórica na vestimenta feminina.

A tenista francesa Suzanne Lenglens foi um marco não só no esporte como na moda. Lengles trocou as saias longas e mangas compridas, por vestidos de mangas curtas, além do seu famoso bandeau¹ , sua marca registrada.

O fim da Segunda Guerra Mundial foi um momento revolucionário para o sportwear feminino. A criação do Nylon trouxe uma nova visão sobre o estilo. Funcionalidade, conforto também ganharam foco, além da beleza e feminilidade durante a década de 1950. É a partir daí que temos um novo ponto de vista sobre as roupas esportivas femininas.

Moda Esportiva contemporânea

Segundo relatório publicado em 2017 pela WGSN “Active & Outdoor Experiences: Brand Activations”, “Experiências ativas e externas: Ativações de marca” em tradução livre, diversas marcas têm focado em experiências externas em suas campanhas, não apenas as esportivas. 

Alguns exemplos citados vão da já consolidada Patagônia e suas campanhas que promovem esportes radicais, até a Toyota que mostra a funcionalidade de seus veículos em meios extremos.

Na moda, como citado na história breve do sportwear, a evolução dos tecidos trouxe novas possibilidades e hoje podemos ver “tecidos de academia” nas mais importantes passarelas das casas de moda e nos mais diferentes moldes, chegando até a alfaiataria.

Mary Katrantzou, Stella McCartney, Jeremy Scott, são nomes que trazem essa nova leitura para casas já tradicionais nas semanas de moda. 

Outro fenômeno interessante, são as parcerias dessas casas tradicionais com marcas de grande produção, como Nike e Riccardo Tisci e Balmain. Além das parcerias com marcas tradicionais, essas grandes marcas esportivas também atraem olhares de celebridades, como Kanye West para a Adidas e , Puma e Rihanna em 2016.

A moda esportiva não para de evoluir, além de se adaptar ao esporte e ao corpo feminino, agora os peças também podem se adaptar á cultura, como é o caso da seleção afegã de futebol em 2016, que tiveram o hijab incorporado ao uniforme.

¹ Bandeau é uma peça de roupa que compreende, na aparência, uma tira de pano. (Definição Wiki)

Referências:

Livro: SOARES, Carmen Lúcia. As roupas nas práticas corporais e esportivas: a educação do corpo entre o conforto, a elegância e a eficiência (1920-1940). Campinas, SP: Autores Associados, 2011, 148p.
BBC NEWS. In pictures: The evolution of women's sportswear. Outubro de 2017.

Escrito por:

Yara Oliveira

Formada em Comunicação Social – Rádio, TV e Internet pela universidade Anhembi Morumbi e pós graduada em Ilustração Infografia e Motion Graphics, cursei extensão em Artes Contemporâneas e cinema pela UNIFESP. Fora da área de comunicação, já estudei design digital, design de moda,teatro e violão. Trabalhei como editora de vídeo na produtora Scena – Foto, fui fotógrafa e diretora criativa na Eu Sou Fotofradia de Corpo e Alma e atualmente sou diretora criativa pela revista Freak Market e pela empresa Velours International.
Popular em Genderless