Cinco filmes para quem curte o estilo Gore

A descrição desse gênero surgiu em 1978 com George Romero no filme “O despertar dos mortos”. Depois disso diversas produções beberam da mesma fonte do diretor e o gênero foi ganhando forma e público. Se você curte filmes com muito sangue, vísceras e violência, aqui está uma lista que vai fazer jorrar muito sangue pela tela!

O Massacre da Serra Elétrica

De 1974, o Massacre da Serra Elétrica assustou muita gente com sua premissa de história real mostrando logo no início uma cartela que creditava os fatos retratados no filme. Esse longa, com um orçamento baixíssimo para os padrões de Hollywood, encontra maneiras práticas e baratas para seus efeitos visuais. Hoje pode até cair no trash, mas se analisado com cuidado é fácil notar toda a técnica usada para superar a falta de orçamento, problema comum em filmes de gênero. O fato é que toda essa economia gerou ideias de montagem ótimas, como a substituição de imagens gráficas, por telas escuras e áudios perturbadores.

Capa do vídeo

Jogos Mortais

Em 2004, James Wan deu início à sua fábrica de Franquias, com o filme Jogos Mortais. É raro que um filme de gênero atinja o grande público da maneira que esse conseguiu. Praticamente um Splatter com uma lição de moral, a história de Saw e sua maneira de ensinar as pessoas a aproveitarem a vida através de jogos de tortura, rendeu 8 filmes e muitos fãs. De toda a franquia, o primeiro conta com o menor orçamento, efeitos práticos, poucos cenários e bastante sangue. Não é nenhum "gore descarado", mas as referências ao cinema B estão quase todas ali.

Capa do vídeo

O Albergue

Eli Roth é declaradamente um fã do cinema de gênero e O Albergue é claramente um filme de fã. Diz o diretor ter se inspirado em um caso real da Deep Web, em que milionários pagam para torturar indigentes, mas o realismo acaba na referência. Sabemos muito bem que o filme todo é uma desculpa para efeitos especiais práticos baratos, muito sangue e desmembramentos! Como um bom fã de gore, Eli se aproveita das cenas de sexo, violência gratuita, sangue, gosma e tudo o mais para atormentar os jovens mochileiros protagonistas do longa. 

Capa do vídeo

A Morte do Demônio

De 1981, o longa teve um Remake recente, mas que não chega perto das habilidades de direção da primeira versão. Uma história clássicas de jovens em uma cabana distante e um livro amaldiçoado servem de justificativa para uma sequência de efeitos visuais práticos e cenas trash desmedidas. Desde possessão até serras elétricas que cortam pessoas ao meio (VERTICALMENTE!!!), A Morte do Demônio é um clássico do gore e não poderia faltar nessa lista.

Capa do vídeo

Tokyo Gore Police

Depois desses quatro filmes, você já entendeu superficialmente o espírito do Gore e provavelmente já está preparado para essa obra de arte do Splatter/ Gore. Tokyo Gore Police é um filme de 2008 que conta com uma policial que vive combatendo o crime gore de Tokyo (sim, é exatamente o que o nome diz). O longa possui todos os clichês Gore; mutilações, criaturas nojentas, experimentos científicos, chuva de sangue, sexo e violência. Tudo com efeitos visuais de baixo custo. Um filme onde o absurdo justifica sua linguagem trash.

Capa do vídeo

Escrito por:

Yara Pedroso

Formada em Rádio e TV, pós graduada em design e fascinada pela contracultura na moda, música, cinema e televisão. Transfiro esse fascínio para todos os meus trabalhos, seja no cinema guerrilha, nas produções independentes de moda, nos meus textos e até no meu estilo de vida.
Popular em Cinema